J
  • Bacharel em Direito

João Neudo Silva Goems

Capixaba (AC)
0seguidor1seguindo
Entrar em contato

Recomendações

(8)
Euclides Araujo, Advogado
Euclides Araujo
Comentário · há 8 meses
Nobres colegas, se não fosse trágico seria cômico, O ministro Marco Aurélio se revelou de vez, perdeu a vergonha e a compostura jurídica, agiu de forma irresponsável em detrimento da envergadura do cargo que exerce. Agiu de forma sorrateira para beneficiar os amigos do rei que estão presos, inclusive o rei dos criminosos do colarinho branco, Lula, o ministro utilizou-se de argumentos pifeis para justificar a concessão da medida liminar para desviar o foco do seu interesse maior, beneficiar Lula, ato vergonhoso, eu admirava o Ministro Marco Aurélio pelo fato do mesmo adotar em suas decisões a linha legalista, neste caso ficou claro qual é a linha adotada por ele na atualidade, estou decepcionado.

A decisão foi proferida sem haver um mínimo de preocupação de quantos criminosos ele iria colocar em liberdade, incluindo os empedernidos criminosos, acredito que o nobre Ministro está ficando fraco do juízo e deve pedir sua aposentadoria. Agora, tenho que tirar o chapéu para o Ministro Dias Toffoli esta surpreendendo na condução da Presidência do Supremo, este esta respeitando a envergadura do cargo que exerce com responsabilidade, quem diria?

Diante deste caso não poderia deixar de citar uma das lições do saudoso Ministro do Supremo, Carlos Alberto Menezes Direito, que asseverava: “O juiz deve considerar o ato de julgar como um trabalho que exige não apenas o seu conhecimento, más, também, disciplina. A disciplina é para subordinar se ao comando da lei, sem perder a capacidade de construir para fazer justiça no caso concreto que está sob sua responsabilidade; disciplina para não transformar o julgamento no desaguadouro das suas insatisfações e crenças pessoais, disciplina para meditar sobre processo”. O Ministro Marco Aurélio parece que não aprendeu com o seu nobre colega de Toga.

Agora, o mais escabroso de tudo isto, é a defesa de Lula, mesmo depois da decisão do Ministro Dias Toffoli suspendendo a liminar, insiste na soltura de Lula, pedindo outra decisão do Ministro Marco Aurélio para beneficiar Lula. Em tese, parece-me que existia um plano, soltar Lula para ele fugir do País e pedir asilo político em Cuba ou na Venezuela. A decisão proferida pelo Ministro Marco Aurélio não só traz a baila a insegurança jurídica, mas dar uma facada quase mortal no principio das decisões colegiadas de nossas Cortes de Justiça. Ficou claro nesta decisão que o objetivo não era a defesa do principio da presunção de inocência e sim, o principio da defesa do chefe da quadrilha que tomou de assalto os cofres públicos, a insistência da defesa de Lula pela sua soltura deixa bem claro isto. O ministro Marco Aurélio tem que tomar uma sanção do CNJ, pois desta vez, ele extrapolou os limites do livre convencimento de um magistrado e da independência de suas decisões, pois ignorou de forma propositada a decisão vinculante tomada pelo colegiado do Supremo há alguns meses pretéritos.

Perfis que segue

(1)
Carregando

Seguidores

Carregando

Tópicos de interesse

Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

ANÚNCIO PATROCINADO

Outros perfis como João Neudo

Carregando

João Neudo Silva Goems

Entrar em contato